O que é Endometriose?

December 28, 2017

Estima-se que a endometriose atinge 15% das mulheres em idade fértil. Apesar disso, a doença é pouco conhecida, por isso, disseminar informação é imprescindível para avançarmos em relação a esta doença que causa muitos transtornos para as mulheres que precisam buscar ajuda e muitas vezes acreditam que todo o sofrimento que passam é normal. 

 

 

 

Logo após a ovulação, o endométrio (tecido que reveste internamente a cavidade uterina) encontra-se espesso (grosso) para receber o embrião. No entanto, caso não ocorra a gravidez, o endométrio é descartado e assim forma-se à menstruação, e deste modo, no ciclo seguinte o endométrio é renovado para estar apto para receber o embrião.

 

Contudo, partes desses fragmentos do endométrio ao deslocarem no sentido oposto por meio das tubas uterinas (trompas), alcançam os órgãos do abdômen, e principalmente da pelve e nestes locais ao se implantarem surge a endometriose.

 

Até o momento, a medicina não conseguiu estabelecer completamente as causas da doença, tendo, apenas, constatado que os riscos são maiores quando já existe um histórico familiar (mãe e irmã), bem como, nas mulheres que não gestaram e naquelas que não utilizam métodos anticoncepcionais hormonais ou naquelas que engravidaram mais tardiamente.

Sintomas de Endometriose 

Os sintomas de endometriose podem variar de acordo com cada paciente, mas entre os mais comuns, é possível destacar:

- Cólicas menstruais;
- Inchaços na região pélvica e do abdome;
- Dores durante e depois da relação sexual;
- Dificuldades para engravidar e infertilidade.

Ao constatar os sintomas de endometriose, é essencial procurar um ginecologista para que o diagnóstico seja feito o mais rápido possível e impeça a doença de continuar progredindo. Nesse caso, alguns exames podem ser feitos, como o ultrassom endovaginal para mapeamento da endometriose e/ou a ressonância magnética de pelve.

Endometriose Tratamento 

Existem dois tratamentos mais utilizados parar combater e minimizar os sintomas e as dores da endometriose, através de medicamentos ou de intervenção cirúrgica. 

É necessário que o ginecologista avalie cada caso para concluir qual o melhor modelo de tratamento para uma paciente. Em determinados cenários, os dois procedimentos ainda podem ser feitos de forma conjunta para chegar ao resultado desejado.

- Endometriose tratamento cirúrgico: através desse procedimento, a endometriose é removida em uma cirurgia chamada de laparoscopia. Em algumas situações, é preciso eliminar os focos da doença ou cistos que tenham aparecido,. 

- Endometriose tratamento com medicação: são vários os medicamentos utilizados pelos médicos no tratamento da endometriose, dependendo da gravidade de cada caso, como por exemplo, derivados da progesterona e medicações antiestrogênicas. 

Endometriose tem cura? 

Saber se a endometriose tem cura é uma preocupação muito grande entre as mulheres que apresentam a doença. Apesar de ainda não existir uma cura, a medicina moderna já é capaz de combater os focos da endometriose e anular grande parte dos seus sintomas.

Os tratamentos usados nos dias de hoje, seja através de medicação ou cirurgia, conseguem trazer grande alívio para as pacientes que sofrem com a doença e inclusive trazer grande esperança para as mulheres que apresentam dificuldades para engravidar e infertilidade.

Fertilização in Vitro (FIV) 

 


Nos casos em que a mulher apresenta dificuldade em engravidar, é possível adotar procedimentos para contornar a questão, entre elas, a técnica da fertilização in vitro, também conhecida como FIV, que é uma das mais bem-sucedidas.

No geral, as chances de sucesso da FIV estão relacionadas à idade do óvulo que será fecundado. Cada caso possui as suas próprias especificações, mas estatisticamente, as mulheres com menos de 35 anos possuem 60% de chance de engravidar com a FIV. Na faixa etária dos 35 aos 38 anos, a probabilidade é de cerca de 40%, enquanto aos 40 anos, a chance é de aproximadamente 30%.

Vale reforçar que é possível engravidar mesmo com endometriose, porém, é fundamental procurar o auxílio de um ginecologista. Além de avaliar os sintomas de endometriose, cabe ao médico analisar todas as possibilidades e a melhor alternativa para a paciente que deseja engravidar.

 

 

No meu canal do Youtube há uma série de vídeos ricamente ilustrados para que você possa entender melhor sobre a doença. Confira todos neste link.

 

E não esqueçam de visitar meu Facebook para que possamos conversar melhor a respeito de muitos assuntos que afligem a saúde da mulher.

 

Abraços

Dr. Hélio Sato 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O que é Endometriose?

December 28, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes

February 22, 2018

December 28, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload